"23 Por isso, o reino dos céus é semelhante a um rei que resolveu ajustar contas com os seus servos. 24 E, passando a fazê-lo, trouxeram-lhe um que lhe devia dez mil talentos. 25 Não tendo ele, porém, com que pagar, ordenou o senhor que fosse vendido ele, a mulher, os filhos e tudo quanto possuía e que a dívida fosse paga. 26 Então, o servo, prostrando-se reverente, rogou: Sê paciente comigo, e tudo te pagarei. 27 E o senhor daquele servo, compadecendo-se, mandou-o embora e perdoou-lhe a dívida. 28 Saindo, porém, aquele servo, encontrou um dos seus conservos que lhe devia cem denários; e, agarrando-o, o sufocava, dizendo: Paga-me o que me deves. 29 Então, o seu conservo, caindo-lhe aos pés, lhe implorava: Sê paciente comigo, e te pagarei. 30 Ele, entretanto, não quis; antes, indo-se, o lançou na prisão, até que saldasse a dívida. 31 Vendo os seus companheiros o que se havia passado, entristeceram-se muito e foram relatar ao seu senhor tudo que acontecera. 32 Então, o seu senhor, chamando-o, lhe disse: Servo malvado, perdoei-te aquela dívida toda porque me suplicaste; 33 não devias tu, igualmente, compadecer-te do teu conservo, como também eu me compadeci de ti? 34 E, indignando-se, o seu senhor o entregou aos verdugos, até que lhe pagasse toda a dívida. 35Assim também meu Pai celeste vos fará, se do íntimo não perdoardes cada um a seu irmão."

(Mateus 18.23-35)

 

 

Todos nós num certo momento da vida tivemos que lidar com este assunto, ou porque ferimos alguém ou porque alguém nos machucou. Há tensões, há conflitos nenhum de nós fica livre deste drama interpessoal o perdão.

Perdoar é uma questão de sobrevivência, não perdoar é naufragar num oceano cinzento de dor. Não existe saúde emocional sem perdão, não existe ninguém perfeito, não existe casamento perfeito, não existe família perfeita, não existe Igreja perfeita.

Por que perdoar?

Nós recebemos uma nova vida em Cristo Jesus, um novo caráter, um novo coração, uma nova mente. Faz parte da nova vida perdoar.

Porque quando nascemos de novo, não da carne, mas do Espírito, entramos para a da família de Deus faz parte da natureza da família de Deus perdoar.

A Organização Mundial da Saúde  constatou que mais de 50% das pessoas que passam em hospitais são vítimas das doenças chamadas psicossomáticas, problemas não resolvidos, problemas não tratados, problemas não curados que vão somatizando e vão atormentando não só a mente, mas as emoções e o corpo e não tem remédio que possa resolver a não ser exercer o perdão.

Perdão não é sentimento, é decisão!

Perdão é Graça.

Perdão é cura. O perdão cura a alma e as emoções.

Perdão é libertação.

Perdão é restauração

A Bíblia nos ensina: “Mas, se não perdoardes, também vosso Pai celestial não vos perdoará as vossas ofensas.”

 

Texto: Mônica Vicente