“E, quando estiverdes orando, se tendes alguma coisa contra alguém, perdoai, para que vosso Pai celestial vos perdoe as vossas ofensas. Mas, se não perdoardes, também vosso Pai celestial não vos perdoará as vossas ofensas.” (Marcos 11.25,26).

Uma das armas mais usadas hoje no mundo em que vivemos é a falta de perdão. A falta de perdão gera guerras, ódio, preconceitos, discriminação, ressentimentos, doenças.

Jesus deixou claro que o perdão é uma condição para sermos perdoados pelo nosso Pai.

Porém devemos compreender que o perdão não é um sentimento é uma decisão que tomamos por crer na palavra de Deus. O homem não é capaz de perdoar por si, somente através do Espírito Santo, quando decide perdoar.

Jesus disse que não ficaríamos sós, mas enviaria o Consolador, Ajudador, Conselheiro que é o Espírito Santo que nos guia a toda a verdade.

Por isso se você está ressentido, amargurado, decida agora mesmo perdoar.

Não é pelo seu sentimento, mas sim pela sua decisão de liberar o perdão e crer que o Espírito Santo fará o restante.

Jesus ao ser crucificado, nos deixou o exemplo do perdão orando ao Pai:

“Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem.” (Lucas 23.34).

Ore: "Senhor Jesus, eu decido perdoar as pessoas que me ofenderam e prejudicaram. Peço que o Senhor as abençoe e que elas sejam tocadas pelo teu amor através da salvação. Oro no nome de Jesus. Amém."

Texto: Mônica Vicente